Nova edição do ciclo de palestras “Arredores da imagem”

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), instituição vinculada à Secretaria de Estado da Cultura do RS (Sedac), em parceria com a Faculdade de Educação da UFRGS (FACED), apresenta mais uma edição do ciclo de debates “Arredores da imagem”, reunindo pesquisadores/as de diferentes áreas do conhecimento. 

Em sua terceira edição no MARGS, “Arredores da imagem” é uma ação de extensão vinculada à FACED/UFRGS, com coordenação do professor e pesquisador Cristiano Bedin da Costa (DEC/FACED/UFRGS), junto ao Grupo de Pesquisa Zona de Investigações Poéticas (ZIP – UFRGS/UERGS/UFPR). O projeto tem como propósito o compartilhamento e a discussão de investigações relacionadas à imagem e suas diferentes possibilidades existenciais na contemporaneidade.

Serão 5 encontros ao longo dos meses de novembro e dezembro, tendo as participações dos convidados Luiz Mauricio Azevedo (USP), Silvio Ferraz (USP), Maria Amélia Bulhões (UFRGS/ABCA), Izis Abreu (UFRGS/MARGS) e Rosane Preciosa (UFJF).

As transmissões ao vivo e abertas ao público em geral serão realizadas pelo canal do MARGS no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCyH6lDVOn8CZEfMW4JIY46w). 

Para quem optar por participar dos 5 encontros e receber o certificado, as inscrições podem ser feitas pelo link https://forms.gle/JK5zXXnetgCjockk6.

O primeiro encontro ocorre na próxima quinta-feira, 18.11.2021, das 19h às 21h, com o crítico e pesquisador Luiz Mauricio Azevedo, que apresentará sua palestra intitulada “A palavra”. 

 

PROGRAMAÇÃO 

 

18.11.2021, 19h

“A palavra”, por Luiz Mauricio Azevedo 

A palavra molda o mundo em que vivemos, mas é também a única ferramenta disponível para moldarmos a nós mesmos. O papel de quem escreve é navegar pelos diversos oceanos de sentido que se formam a partir do léxico de um idioma, recolhendo as oportunidades linguísticas que essa viagem nos propicia. Nessa conversa, o crítico literário e editor de livros Luiz Mauricio Azevedo relembra episódios decisivos de sua relação com as palavras e reflete sobre o papel transformador da linguagem.  

 

25.11.2021, 19h

“O som”, por Silvio Ferraz

A ideia de imagem adentrou a música por diversos modos, seja como mimese, seja como modelo. Mas na segunda metade do século XX, o compositor François Bayle sintetizou uma tendência de sua época na ideia de imagem-de-som, uma imagem que não está a mimetizar nada, que não reflete nenhum modelo, mas que é ela mesma a imagem. Como se esta imagem fosse o grau zero para um pensamento musical livre das tradições retóricas, das amarras de uma música pensada enquanto linguagem a traduzir um mundo. Aqui o que proponho é uma ideia de imagem-de-composição, complexa, heterogênea, vinda de todas as partes, seja da mimese, dos modelos, das fábulas de si mesma.

 

02.12.2021, 19h 

“A crítica”, por Maria Amélia Bulhões 

Abordagem da imagem na arte contemporânea em perspectiva sistêmica, a partir do trabalho de/da crítica de arte, enfatizando as conexões das práticas artísticas com seus contextos. Reflexões sobre as diferentes configurações da imagem e de suas ausências.

 

09.12.2021, 19h

“A visualidade”, por Izis Abreu 

A mulata é sem dúvida um dos símbolos mais representativos da brasilidade. Durante o desenvolvimento do modernismo brasileiro, ela se tornou objeto de inspiração de diversos(as) artistas, transformando-se em um ícone da nossa cultura. No quarto encontro de Arredores da imagem, Izis Abreu irá traçar um breve panorama sobre as “imagens de controle” da mulata na arte brasileira, problematizando o processo histórico e social de hipersexualização de mulheres negras. 

 

16.12.2021, 19h

“A voz”, por Rosane Preciosa

Quem lê e escreve é um colecionador de vozes. Nelas, vamos nos enredando; e cada palavra, lida ou escrita, carrega consigo intenções, rumores, balbucios, silêncios. Nesse encontro, o que pretendo é reunir uma algazarra de vozes, de várias procedências – teóricas, literárias, mundanas – que possam nos arremessar em outros mundos possíveis. Vozes conspiradoras.

 

PARTICIPANTES

Luiz Mauricio Azevedo 

Nasceu em 1980, na cidade de Cascavel (PR). É Doutor em Teoria e História Literária, pela Unicamp, e autor de 12 livros, dentre eles “Estética e raça: ensaios sobre a literatura negra” (editora sulina). Mora em Porto Alegre, onde atua como crítico literário e editor de livros.

 

Silvio Ferraz

Silvio Ferraz (SP-1959) é Professor Titular do curso de composição da Universidade de São Paulo (USP). É doutor em Comunicação e Semiótica, Livre Docente pela Universidade de Campinas, autor de Música e Repetição: aspectos da questão da diferença na música contemporânea (SP: Educ/ Fapesp, 1997), Livro das Sonoridades (Rio: 7 letras, 2004). desde 1985, suas composições têm sido realizadas e estreadas em mostras e festivais internacionais de música contemporânea. Pesquisador do CNPQ, desenvolve projetos no campo da composição musical contemporânea, com ênfase no estudo das implicações dos conceitos de tempo e energia na música do final do século XX e séc. XXI.

 

Maria Amélia Bulhões

Professora do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da UFRGS, pesquisadora do CNPq e atual presidente da Associação Brasileira de Críticos de Arte. Possui doutorado pela USP e pós-doutorado pela Sorbonne e Universidade Politécnica de Valência. Seus últimos livros: Arte Contemporânea no Brasil (2019), Pela Arte contemporânea, desdobramentos de um projeto (2018). Foi curadora da Pinacoteca Barão de Santo Ângelo e editora da revista Porto Arte. Recebeu, entre outros, os prêmios: Açorianos de Artes Plásticas e Pesquisador Gaúcho na área de Ciências Humanas Aplicadas, da FAPERGS.  

 

Izis Abreu 

Izis Abreu integra o Núcleo Educativo e de Programa Público do Museu de Arte do Rio Grande do Sul – Ado Malagoli; Integra o Conselho Curatorial do Museu de Arte do Rio Grande do Sul; Pesquisadora mestranda em História, Teoria e Crítica de arte pelo Programa de Pós Graduação em Artes Visuais da UFRGS; Bacharela em História da Arte pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Investiga a representação visual de sujeitos racializados como negros em acervos artísticos públicos de Porto Alegre, problematizando a interseção raça, arte e poder. Sua prática é informada, principalmente por teorias feministas e decoloniais. Foi curadora na exposição Otacílio Camilo – Estética da Rebeldia (2019), no Museu de Arte do Rio Grande do Sul e na exposição Insurgentes (2020), no IV Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea.

 

Rosane Preciosa

Rosane Preciosa é ensaísta, aprendiz de poeta, professora na graduação e na pós em Artes, Cultura e Linguagens, no Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Em 2010, publicou o livro Rumores Discretos da Subjetividade: sujeito e escritura em processo, sua tese de doutorado.

 

SERVIÇO

“Arredores da imagem”

Quando: 

> 18.11.21, 19h – “A palavra”, por Luiz Maurício Azevedo (USP) 

> 25.11.21, 19h  – “O som”, por Silvio Ferraz (USP) 

> 02.12.21, 19h  – “A crítica”, por Maria Amélia Bulhões (UFRGS/ABCA)

> 09.12.21, 19h  – “A visualidade”, por Izis Abreu (UFRGS/MARGS)

> 16.12.21, 19h – “A voz”, por Rosane Preciosa (UFJF)

 

Onde: Canal do MARGS no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCyH6lDVOn8CZEfMW4JIY46w)

Inscrições: https://forms.gle/JK5zXXnetgCjockk6

MARGS | MUSEU DE ARTE DO RIO GRANDE DO SUL 

Instituição museológica pública, vinculada à Secretaria de Estado da Cultura do RS, voltada à história da arte e à memória artística, assim como às manifestações, linguagens, investigações, pesquisas e produções em artes visuais.

O MARGS realiza seus projetos por meio do Plano Anual via Lei de Incentivo à Cultura Federal, gerido pela Associação de Amigos do Museu (AAMARGS). O Plano Anual 2021 (Pronac: 203582) conta com os seguintes patrocinadores e apoiadores.

Patrocínio:

Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE

CMPC Celulose Riograndense Ltda

Vero Banrisul

Apoio:

Café do MARGS

Banca do Livro

Bistrô do MARGS

Arteplantas

Tintas Killing

iSend

Realização:

AAMARGS – Associação dos Amigos do Museu de Arte do Rio Grande do Sul 

MARGS – Museu de Arte do Rio Grande do Sul 

SEDAC – Secretaria de Estado da Cultura do RS / Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Secretaria Especial da Cultura / Ministério do Turismo / Governo Federal

MARGS

Praça da Alfândega, s/n°

Centro Histórico, Porto Alegre, RS, 90010-150

Visitação de terça a domingo, 10h às 19h, entrada gratuita

Telefone: (51) 3227-2311

Site: www.margs.rs.gov.br

Facebook: https://www.facebook.com/museumargs

Instagram: www.instagram.com/museumargs

Comentários

comentários

Apoio e Realização