Recital Solar

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli, convida o público para uma apresentação especial de Marcel Estivalet e convidados, domingo, 25 de fevereiro,  às 16h, na Pinacoteca do MARGS. Na ocasião serão apresentadas músicas clássicas e populares no recital “Solar”.

“Solar” apresenta uma antologia da trajetória musical de Marcel Estivalet, também fotógrafo, com exposição homônima com curadoria de Fábio André Rheinheimer, em andamento no Café do Margs até o dia 25 de março. No encontro, o público poderá apreciar a formação erudita de Estivalet, como músico, violonista de concerto e compositor.

O recital e a exposição fotográfica “Solar” sugerem a reflexão do significado deste astro único e insubstituível. Só, Sol, solar, solo, solidão, solitude. Um elemento particular que rege e reage a um todo coletivo. De luz própria, provoca a luz em quem/no que reflete.

Marcel procura o sol em busca do seu “sol” para provocar o “sol” dos outros. Acredita que a arte é um caminho natural do ser humano no transbordar de sua alma, por isso pode se expressar de tantos modos. Assim como do micro ao macro, o universo se representa em diversas dimensões. Há mais de 10 anos como músico em atividade, será a primeira vez que Marcel apresentará um programa neste formato, com versatilidade de estilos nas obras e nos artistas em cena, tornando este momento único.

Os convidados são Clarisse Diefenthäler (mezzo-soprano lírica), Dudu Sperb (barítono popular) e Giovani Capeletti (violonista) que interpretarão obras de autoria de Villa-Lobos, Bach, Piazzolla, Cervo, De Falla, Lorca e Estivalet.

O programa está dividido em quatro partes: a primeira apresenta obras significativas de sua formação na tradição do violão clássico apresentando dois ícones da música: Johann Sebastian Bach e Heitor Villa-Lobos. Em seguida, Marcel apresentará seu lado arranjador, onde adapta obras escritas para outros instrumentos em uma versão para violão solo. A terceira parte destina-se à música de câmara, estilo que apresenta a música de concerto tocada em pequenos conjuntos, formação na qual Marcel mais atua profissionalmente. Os convidados da vez são o violonista Giovani Capeletti, músico de formação flamenca e clássica com ampla atividade em bailes flamencos, e a talentosa mezzo-soprano lírica Clarisse Diefenthäler. O duo de violões apresentará uma obra pouco conhecida, especialmente nesta versão, a “Toada”, do compositor gaúcho Dimitri Cervo. Com a cantora lírica o destaque será para a música espanhola com obras de Manuel de Falla e Federico García Lorca. A parte final do concerto traz obras inéditas ou raramente apresentadas por ele que são composições próprias do artista. Duas peças instrumentais e duas canções enriquecidas pelo timbre da voz do destacado cantor gaúcho Dudu Sperb finalizam esta parte e o concerto.

 

Programa:

– Parte I

Sarabanda BWV 995 (J.S. Bach)

Gavota-Chôro (Heitor Villa-Lobos)

– Parte II

Preludio Bachianas n. 04 (Heitor Villa-Lobos)

Adios Nonino (Astor Piazzolla)

– Parte III

Toada (Dimitri Cervo) – Participação de Giovani Capeletti

Paño Moruno (Manuel de Falla) – Participação de Clarisse Diefenthäler

Asturiana (Manuel de Falla) – Participação de Clarisse Diefenthäler

Los Reyes de La Baraja (F. Garcia Lorca) – Participação de Clarisse Diefenthäler

Sevillanas Del Siglo XXVIII (F. Garcia Lorca) – Participação de Clarisse Diefenthäler

– Parte IV

Ternura (Marcel Estivalet)

Farewell 2017 (M. Estivalet)

Além das Ondas (M. Estivalet) – Participação de Dudu Sperb

Canto de Proteção à Amizade (M. Estivalet) – Participação de Dudu Sperb

 

ARTISTAS

Marcel Estivalet, é bacharel em violão clássico pela UFRGS sob a orientação do prof. Dr. Daniel Wolff, atua como músico e professor desde 2006 se apresentando em concertos solos e nas mais diversas formações de música de câmara. Realizou uma série de concertos didáticos intitulados “O Violão Através dos Séculos” para alunos de escolas públicas, participou do recital Eduardo Castañera e convidados juntamente com o violonista João Souza, participou no I RS Guitar Festival com duo de violões Lima-Estivalet e o quarteto POA Violão 4, este último viajando pelo noroeste da Argentina para o VII “Andes y Sierras” Festival de Guitarra. Além disso, tem se apresentado nas principais espaços e séries de música de câmara em Porto Alegre junto a coro, piano, acordeon e canto lírico. Em 2017 colaborou na criação da Camerata Violões de Porto com quem vem se apresentando com frequência. Desde 2013 vem se aperfeiçoando com músicos de renome internacional tais como Eduardo Fernandez (UY), Álvaro Pierri (AUS) e Eduardo Castañera (ARG/BR) entre outros.

Clarisse Diefenthäler é mezzo-soprano bacharel em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, iniciou sua trajetória musical aos oito anos de idade. Desde 2013, tem se aperfeiçoado com diversos nomes da cena lírica, como Homero Velho, Carla Maffioletti, Eiko Senda, entre outros. Como solista, atuou junto à Orquestra Unisinos Anchieta, Orquestra de Câmara Theatro São Pedro e Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul. Em 2017, foi selecionada para a masterclass da Royal Opera House, com David Gowland e André Heller-Lopes, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Atualmente, estuda canto com o barítono Carlos Rodriguez (Brasil/Holanda).

Dudu Sperb atua como cantor desde 1988. Desde então, trabalhou com músicos como Paulo Dorfman, Adão Pinheiro, Cau Karam, Toneco da Costa, Fernando do Ó, Michel Dorfman, Pedrinho Figueiredo, Arthur de Faria, Maurício Marques, Luis Mauro Filho, Vagner Cunha e Giovanni Barbieri, entre outros. Participou de concertos junto a artistas como Leandro Maia, Marcelo Delacroix, Monica Tomasi, Gisele De Santi, Arthur Nestrovski, Ná Ozzetti, José Miguel Wisnik e Guinga, e com orquestras como a OCTSP e a Orquestra Villa-Lobos. Como intérprete, possui 4 CDs gravados, o último deles, “So in Love”, lançado no final de 2106, dedicado a canções de Cole Porter e de compositores brasileiros. Foi indicado ao Prêmio Açorianos de Melhor Espetáculo por “Arrabalero”, em 2005, e de Melhor Intértprete pelo CD “Coração Sol”, em 2015.

Giovani Capeletti é guitarrista flamenco iniciou seu estudo de violão erudito em Caxias do Sul, com Ivan Montanha e depois com Thiago Colombo. Viajou para a Espanha, onde passou um período de aperfeiçoamento em Madrid e Córdoba. Tem atuação constante desde 2006 na Peña Flamenca do Tablado Andaluz (http://www.tabladoandaluz.com.br/) e como professor de guitarra flamenca e guitarrista acompanhante de aulas de baile da Escola de Flamenco Del Puerto (http://www.delpuerto.com.br/). Com os espetáculos flamencos realizados em Porto Alegre, ganhou os Prêmios Açorianos de Dança para Melhor Trilha Sonora, (2012), e de Destaque Flamenco (2015), ainda recebendo indicações para Melhor Trilha Sonora em 2008,2014 e 2016.

 

 

SERVIÇO

Recital Solar

Músico Marcel Estivalet e os convidados Clarisse Diefenthäler, Dudu Sperb e Giovani Capeletti

Quando

Dia 25 de fevereiro de 2018, domingo, às 16h

 

Onde

Pinacoteca do MARGS

Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli

Praça da Alfândega, s/n – Centro Histórico – Porto Alegre/RS

Entrada Franca

 

 

 

Realização

Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer

Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli

 

 

Patrocínio

Banrisul

BRDE

Santander Cultural

 

 

Apoio

Café do MARGS

Arteplantas

Celulose Riograndense

Associação dos Amigos do Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli

 

Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli

Localização: Praça da Alfândega, s./n.

Centro Histórico, Porto Alegre, RS

Telefone: 32272311

Entrada Franca

Site: www.margs.rs.gov.br

www.facebook.com/margsmuseu

www.twitter.com/margsmuseu

Comentários

comentários

Apoio e Realização