Núcleo de Restauro e Conservação

BREVE HISTÓRICO DO NÚCLEO DE RESTAURO DO MARGS

O Núcleo de Restauro do MARGS surgiu em 1998 após a grande reforma do prédio e a adaptação as questões museológicas. Nessa data foi destinado ao restauro somente o Torreão 2 para o funcionamento de pequenas restaurações e conservações, pois não havia equipamentos e materiais para grandes intervenções. As atividades foram crescendo de tal forma que houve a necessidade da divisão dos espaços definidos para a restauração das pinturs e restauração das obras de arte sobre papéis.

Somente em 2001/2002 foi possível montar definitivamente os dois laboratórios, com o apoio e recursos da Fundação VITEA.

Após a montagem desses laboratórios, as atividades de restauração do núcleo executou grande quantidade de recuperações do acervo do museu, ainda possibilitou que o núcleo de restauro prestasse auxílio a instituições patrimoniais do Estado, realizando projetos e restauração de acervos outros museus estaduais.

As Atribuições do Núcleo de Restauro são as seguintes:

  1. Executar todas as atividades relacionadas com co a conservação e o restauro das obras de arte do acervo ou sob a guarda do MARGS, assim como as molduras, suportes de obras e demais objetos e móveis que sejam patrimônio cultural do museu;

  2. Proceder quando solicitado o levantamento das obras do acervo do MARGS a serem restauradas, tanto da reserva técnica (RT) quanto das salas de exposições, diagnosticando o estado físico das mesmas;

  3. Realizar a conservação das obras de arte do acervo ou sob a guarda do MARGS, restaurando as peças que o necessitem;

  4. Atuar, quanto às obras do acervo e ao patrimônio cultural do prédio do MARGS, em colaboração com os Núcleos de Acervo, Pesquisa e Curadoria;

  5. Conservar e restaurar acervos pertencentes a outras instituições públicas afins, segundo solicitações conveniadas;

  6. Desenvolver projetos de orientação e formação de pessoal, visando a ampla difusão e conscientização da importância da preservação, conservação e restauração de nosso patrimônio artístico e cultural;

  7. Promover a defesa de nosso patrimônio artístico e histórico através de projetos extramuros, em colaboração com o Núcleo Educativo;

  8. Produzir Laudos Técnicos das obras do Acervo do museu sempre que solicitadas para exposições temporárias, das obras que são encaminhadas ao restauro e de outras coleções que o museu abrigue;

  9. Orientar e supervisionar estagiários de cursos de conservação e restauro que sejam conveniados com Instituições de Ensino Superior;

  10. Elaborar Laudos Técnicos para empréstimos e acompanhar a leitura das mesmas nas instituições solicitantes;

  11. Fazer a leitura de Laudos Técnicos de exposições visitantes juntamente com o conservador/restaurador (currier) acompanhante das instituições de origem das obras;

  12. Receber e acompanhar a abertura de embalagens de obras para exposições temporárias no âmbito da conservação;

  13. Controle dos termohigrógrafos (registros gráficos dos controles da umidade e temperatura ambiente), fazendo a leitura semanal nas salas de exposição ou em outros locais solicitados dentro do museu;

  14. Produzir documento técnico e registro visual das restaurações, antes, durante e após os procedimentos;

  15. Elaborar “Parecer Técnico” quando solicitados pelo museu ou outras instituições Estaduais;

Equipe do Núcleo de Restauro:

Naida Maria Vieira Corrêa – Conservadora/ restauradora

Coodenadora do Núcleo

Loreni Pereira de Paula – Restauradora de molduras

restauro@margs.rs.gov.br

Telefone 55 51 32246607

Horário de funcionamento: Das 9:00 às 15:00 h.

– RESTAURO DO ACERVO DO MARGS

RESTAURO DO ACERVO DO MARGS

O Núcleo de Conservação e Restauro do MARGS, tem como missão manter a integridade do seu acervo através da conservação e restauração. Os laboratórios equipados para a restauração de pinturas e obras de arte sobre papel, ocupam os torreões 1 e 2 respectivamente, também o torreão 3 está destinado para a oficina de restauração de molduras.

– CONSERVAÇÃO DAS OBRAS EM EXPOSIÇÃO

CONSERVAÇÃO DAS OBRAS EM EXPOSIÇÃO

As obras quando selecionadas pela curadoria para uma exposição, passam pela análise da equipe do restauro para a verificação da sua condição de conservação e intervenção quando necessária. Durante as exposições, a equipe faz verificações periódicas quanto ao controle da temperatura e umidade através dos termohigrógrafos e leituras em aparelhos digitais.

– ELABORAÇÃO DE LAUDOS TÉCNICOS

ELABORAÇÃO DE LAUDOS TECNICOS

O Núcleo de Conservação e Restauro do MARGS produz três tipos de documentos:

  • Laudos Técnicos das obras do acervo que ficam em posse do Núcleo de Acervo nas pastas correspondentes as obras.
  • Laudos Técnicos para empréstimos de obras, onde ficam registrados os problemas que a obra contém e a sua condição para exposição. Estes laudos são necessários tanto para o empréstimo quanto ao recebimento de obras de outras instituições.
  • Elaboração de Ficha Técnica de todas as obras que forem conservadas ou restauradas, onde ficam registrados os procedimentos interventivos tanto gráficos como fotográficos do antes, durante e após as restaurações.

– PROJETOS

PROJETOS

O Núcleo de Conservação e Restauro do MARGS elabora projetos sempre que necessários.  Através da Fundação VITAE, conseguimos recursos para a criação dos Laboratórios de pintura e obras de arte sobre papel em 2001. Em 2011 um novo projeto foi elaborado para o reabastecimento de produtos e aquisição de novos equipamentos necessários para o bom desempenho das restaurações através da Lei Roanet. Outros projetos já foram elaborados e executados em auxilio a outros museus Estaduais, além de projetos com estagiários de alunos de cursos a fim.