Ospa apresenta recital especial de Música Nova no MARGS

Musica Nova_Crédito Maí Yandara

Músicas compostas principalmente nas últimas décadas para instrumentos solo ou formações camerísticas são o destaque do próximo recital da Série Música no Museu, parceria da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) com o Museu de Arte do RS Ado Malagoli (MARGS). No dia 26 de novembro, domingo, às 16h30, a orquestra apresenta o “Especial Música Nova”. Os músicos Tiago Linck (trompete), Samuel Oliveira (clarinete), Artur Elias Carneiro (flauta), José Milton Vieira (trombone), Wilthon Matos (tuba), Diego Silveira (percussão) e Dhouglas Gutjahr (percussão) interpretam peças de Villa-Lobos a Marcos Cohen na Pinacoteca do Museu, no centro da exposição “Scheffel por Ele Mesmo”, com trabalhos de Ernesto Frederico Scheffel (1927-2015). A entrada é franca.

 

O Programa
Para dar início ao recital, o trompetista Tiago Linck interpreta Solus, do premiado instrumentista e compositor norte-americano Stanley Friedman (1951 – ). Depois, é a vez de Samuel Oliveira (clarinete) e Artur Elias Carneiro (flauta) executarem Choros N°2 para Clarineta e Flauta, de Heitor Villa-Lobos (1887- 1959) – no contexto da música moderna brasileira, ele foi figura central ao escrever e incentivar música nova.

 

Na ocasião, Samuel e Artur também tocam Esprit Rude/Esprit Doux, do estadunidense Elliott Carter (1908 – 2012). Já Doolalynastics, desafiadora peça para trombone do britânico Bryan Lynn (1954 – ), ganha vida com a interpretação de José Milton Vieira.

 

Uma obra dedicada ao tubista Whilton Matos será tocada pelo próprio instrumentista: trata-se de Seis Peças para Tuba Solo, do compositor brasileiro contemporâneo Marcos Cohen. Para finalizar a apresentação em grande estilo, os percussionistas Diego Silveira e Dhouglas Gutjahr destacam Piano Phase (Marimba Phase), de Steve Reich (1936 – ), um dos maiores nomes da música minimalista e modalista.

 

A série
Lançada no ano passado, a série Música no Museu foi criada para institucionalizar a presença da música de câmara na programação da Ospa. Ela leva ao público repertórios para formações menos numerosas em relação à orquestra, além da produção de compositores que escrevem especificamente para essas formações. Em Porto Alegre, os encontros são promovidos em parceria com o MARGS. O objetivo da série é também aproximar música, artes visuais e história em um espaço tradicional da cidade dedicado à preservação da nossa história cultural.

Dica – Quem for ao recital poderá apreciar, além da exposição “Scheffel por Ele Mesmo”, as mostras “Livros e leitores no Acervo do MARGS”, “PLANETA VERMELHO – Desenhos de Fábio André Rheinheimer”, “Anotações à margem de uma obra: LÉO DEXHEIMER” e “Caminhos de Rossini Perez”.

Mais informações pelo site www.ospa.org.br ou pelo telefone (51) 32227387.

 

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (Sedactel). Os concertos da temporada 2017 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por Corsan e Banrisul. Apoio: Ipiranga, Thyssenkrupp, Ventos do Sul e Audio Porto. A realização é de Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedactel.

 

Recital da Ospa | Série Música no Museu – Especial Música Nova

 

Quando: Dia 26 de novembro de 2017, domingo

Horário: 16h30

Local: Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Praça da Alfândega, s/n – Centro Histórico)

 

ENTRADA FRANCA

 

PROGRAMA

Stanley Friedman: Solus, por Tiago Linck
Heitor Villa-Lobos: Choros N°2 para Clarineta e Flauta, por Samuel Oliveira e Artur Elias Carneiro
Bryan Lynn: Doolalynastics, por José Milton Vieira
Elliott Carter: Esprit Rude/Esprit Doux para Flauta e Clarineta, por Samuel Oliveira e Artur Elias Carneiro
Marcos Cohen: Seis Peças para Tuba Solo, por Wilthon Matos
Steve Reich: Piano Phase (Marimba Phase), por Diego Silveira e Dhouglas Gutjahr

 

Apresentação: Tiago Linck (trompete), Samuel Oliveira (clarinete), Artur Elias Carneiro (flauta), José Milton Vieira (trombone), Wilthon Matos (tuba), Diego Silveira (percussão) e Dhouglas Gutjahr (percussão).

 

FacebookTwitterGoogle+PinterestWhatsApp

Comentários

comentários