Memorial e MARGS convidam para exposição sobre o artista tcheco Francis Pelicheck

A República Tcheca é o país homenageado da 64ª Feira do Livro de Porto Alegre. O MARGS, em parceria com o Memorial do Rio Grande do Sul, apresenta a exposição “Francis Pelichek, um certo pintor tcheco”, com curadoria do diretor do MARGS, Paulo César Brasil do Amaral. A mostra, composta com reproduções de obras do artista, pode ser visitada durante o período da Feira do Livro, de 1º a 18 de novembro, no saguão do Memorial do RS, com entrada franca.

 

Francis Pelichek

(Praga, Tchecoslováquia (atual República Tcheca) – 1896 – Porto Alegre, RS – 1937)

Chegou ao Brasil em 1920 e, a partir de 1922, lecionou pintura no Instituto de Belas Artes de Porto Alegre por 15 anos. Neste período, experimentou intensamente a vida cultural no meio literário e artístico da cidade. Entre seus companheiros estavam Angelo Guido, Fernando Corona, Mário Quintana e Érico Veríssimo. Sua primeira exposição como pintor ocorreu no Salão de Outono, em maio de 1925. Pelichek expôs seu trabalho de forma constante, trabalhou predominantemente com a temática regionalista, envolvido pela simpatia à terra gaúcha e pelo desejo de penetrar seus hábitos. Seus cadernos de estudos são riquíssimos documentos pelo registro e anotações de cenas cotidianas. Em 1995 seus desenhos participaram da exposição O Prazer de Desenhar, comemorativa dos 87 anos do Instituto de Artes da UFRGS, e também da mostra de inauguração do Museu da UFRGS em 2002. Em 2007 foram expostos seus álbuns, desenhos e diário ilustrado, na exposição Total Presença – Desenho na Pinacoteca do Instituto de Artes.

O acervo do MARGS possui 5 obras desse artista.

 

Serviço

Título: Francis Pelichek, Um Certo pinto Tcheco

Curadoria: Paulo César Brasil do Amaral
Visitação: De 1º a 18 de novembro de 2018
Saguão do Memorial do Rio Grande do Sul

 

#VemPraFeiradoLivro
#VemProMargs
♥️ #livrolivre ♥️

Comentários

comentários